Jovem que jogou bebê na parede diz que se irritou com urina na cama

Bebê está internado na UTI da Santa Casa de Santos com traumatismo cranioencefálico grave; padrasto e mãe foram detidos

O adolescente de 17 anos acusado de atirar o próprio enteado, um bebê de 2 anos, contra a parede em São Vicente, litoral sul de São Paulo, disse à polícia que se irritou após a criança urinar na cama. Quando foi apreendido, na última segunda-feira (1º/7), o rapaz admitiu ter agredido o menino porque o garotinho estava chorando

Posteriormente, ele acrescentou que ficou com raiva em razão do episódio da urina.

A criança está internada na UTI da Santa Casa de Santos com traumatismo cranioencefálico grave. O relatório médico apontou afundamento de crânio, hematomas na face, entre outros ferimentos. A criança apresenta melhora e não está mais intubada.

Segundo o boletim de ocorrência, depois da agressão, o menino foi levado pelo casal até o pronto-socorro central da cidade. Lá, a mãe da vítima, de 22 anos, disse à equipe médica que o filho havia caído da cama enquanto brincava com a irmã.

Maus-tratos e tentativa de homicídio contra bebê

Ao perceber inconsistências na declaração, os médicos acionaram as autoridades e, nesse momento, o suspeito tentou fugir da unidade de saúde. O homem foi encontrado por policiais do Comando Força Patrulha no viaduto Mário Covas.

O padrasto é investigado por maus-tratos e tentativa de homicídio pela equipe da 1º Distrito Policial de São Vicente. Ele está internado enquanto aguarda a conclusão do inquérito. A mãe da criança, de 22 anos, foi presa. A avó materna passou a ser responsável pela guarda da vítima.

De acordo com a equipe de investigação, a suspeita é que a vítima vinha sofrendo agressões desde a semana anterior. Para o delegado Alexandre Alfino, o casal assumiu o risco de matar a criança.

Deixe um comentário