Bebês prematuros – Riscos e cuidados

Os bebês considerados prematuros são aqueles que nascem antes dos 9 meses, ou seja, antes de completar 37 semanas de gestação . Os prematuros são biologicamente mais vulneráveis, e por isso muitas vezes necessitam de alguns cuidados a mais, devido à sua imaturidade de seus organismos.

Leia ainda: Procura-se pessoas para abraçar e aquecer bebês prematuros

Cuidados especiais com os bebês prematuros

Dependendo de quão prematuro é o bebê, os cuidados podem variar. Alguns precisam ser feitos no hospital, e outros podem ser feitos em casa, como manter a temperatura corporal; sonda gástrica para alimentar-se; aparelhos com oxigênio para respirar; medidas rigorosas de higiene para prevenir infecções. Apesar dos cuidados, eles são apenas provisórios, até que os bebês se desenvolvam totalmente.

Quando o bebê recebe alta e pode ir para casa, os cuidados devem continuar: evitar contato com pessoas resfriadas ou com gripe; limitar tempo e o número de pessoas que o visitam ao mesmo tempo; deixar a casa bem arejada, com portas e janelas abertas; pedir que as visitas lavem as mãos antes de pegar o bebê; impedir que se fume em casa.

Riscos para os pequenos
A medicina evoluiu muito, e os bebês prematuros podem contar hoje com uma estrutura completa capaz de recebê-lo e possibilitar seu completo desenvolvimento – aquele que deveria ocorrer dentro do útero. Por isso, as mães podem ficar mais tranquilas, o que não exclui a necessidade de cuidados durante a gestação e também após o nascimento do bebê.

O aleitamento materno é um destes cuidados fundamentais, uma vez que garante uma alimentação completa, defesa do corpo e proteção contra alergias, infecções e desnutrição. Quando o bebê nasce antes dos 8 meses, ele ainda não possui forças para sugar o leite, por isso a amamentação é feita por sonda. Porém, isso não deve desestimular a mãe, que deve amamentar assim que possível.

Deixe uma resposta