“Ele dormia abraçadinho comigo, diz mãe de Juan, Vítima de ataque à creche em Janaúba, Vi ele morto”

Vigia jogou álcool em crianças e nele mesmo e ateou fogo. Juan Miguel Soares Silva, de 4 anos, e outras três crianças morreram queimadas em cidade do Norte de MG. Veja quem são as vítimas.

Juan Miguel tinha 4 anos (Foto: Juliana Peixoto/G1)

Os brinquedos de Juan Miguel Soares Silva, de 4 anos, ainda estão espalhados no quintal de casa, e a família do menino tenta entender o que aconteceu. Ele é uma das vítimas do ataque em uma creche em Janaúba, Norte de Minas Gerais, onde o vigia do local jogou álcool nas crianças e nele mesmo e, em seguida, ateou fogo, na manhã desta quinta-feira (5).

A mãe de Juan Miguel conta que a principal característica do filho único era a alegria de viver. “Ele era alegre, brincalhão e gostava de brincar de bola. Ele dormia abraçadinho comigo”, disse Jane Kelly da Silva Soares, que não conteve as lágrimas.

“Eu estava pensando em mudar ele de escola, porque a gente ia mudar de bairro. Eu acordei o Juan hoje cedo para deixá-lo na creche e depois já vi ele morto no hospital”, relatou a mãe.

Além de Juan Miguel, outras três crianças morreram no ataque ao Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, no Bairro Rio Novo. O vigia, Damião Soares dos Santos, de 50 anos, morreu no hospital algumas horas depois.

Mãe de Juan Miguel (Foto: Juliana Peixoto/ G1)

“Juan gostava de jogar bola, andar de bicicleta. Nós estávamos programando fazer um almoço aqui no Dia das Crianças e fazer um bolo para cantar os parabéns pra ele, porque não deu pra comemorar no dia do aniversário dele”, afirmou a avó de Juan Miguel.

Deixe uma resposta