Mãe de estudante morto a tiros durante ataque em escola de Goiânia diz estar ‘despedaçada’

Publicação em redes sociais da mulher pede ainda que ‘não julgue nosso filho’. Adolescente foi morto a tiros junto com colega e outros quatro ficaram feridos.

A mãe do estudante João Pedro Calembo, de 13 anos, Barbara Melo, publicou em redes sociais que está “despedaçada” após a morte do garoto durante tiros em colégio de Goiânia. Na publicação, ela pede ainda que “não julgue nosso filho”. Além do garoto, João Vitor Gomes, 13, (Que o pai afirma ter perdoado o atirador ) também morreu durante o ataque e quatro colegas ficaram feridos. Um já recebeu alta de hospital e os demais seguem internados.

No texto, a mãe diz que não consegue entender a morte do filho, mas busca aceitar a perda. “. Não entendo, nunca vou entender. Não quero buscar explicações. O Senhor apenas me emprestou o João Pedro pelos melhores 13 anos da minha vida. Não julgue o nosso filho, a nossa família pelas notícias que você tem lido. Nós e a escola sabemos que não foi assim”.

( veja como foi o socorro as vítimas )
Em outra rede social, a mãe do menino recebeu várias mensagens de apoio de amigos, parentes e até pessoas que não a conhecem. Todo lamentaram a morte do adolescente e desejaram força a ela e sua família.

A mãe de João Pedro afirma que o filho não teve culpa de nada , o que você acha dessa afirmação?

‘É hora de entender que o bullying está levando à morte’

O professor Flávio Roberto de Castro, presidente do Sindicato de Estabelecimentos Particulares de Ensino de Goiás (Sepe), informou que as atividades no Colégio Goyases, onde ocorreu a tragédia, ainda não têm data para serem retomadas. Ele ressaltou ainda que a escola vai fazer uma reunião com a comunidade para preparar os alunos e as famílias para o retorno às aulas, depois de aluno ter atirado em colegas , matar dois e ferir quatro.

Deixe uma resposta