Médicos brigam durante cesariana e o bebê morre

Uma investigação foi aberta para apurar as possíveis culpas na morte da criança.

O caso que aconteceu no Hospital Umaid, em Jodhpur, na Índia, e chocou o mundo inteiro.

De acordo com informações do jornal britânico Daily Mail a causa da morte do bebê foi asfixia, mas ainda não está comprovado que a morte tenha sido devido a demora dos médicos em realizar o parto.

Segundo a matéria, a mulher já teria sido levada às pressas por estar com complicações na gestação, e sua gestação era de alto risco.

No vídeo que começou a circular na internet, a mulher aparece já anestesiada, enquanto o obstetra Ashok Nainwal e o anestesista Mathura Lal Tak perdiam tempo brigando.

Em nota à imprensa, o Hospital afirmou que a conduta dos médicos é inaceitável e que os dois foram suspensos e um inquérito aberto para apurar possíveis responsabilidades.

“O que quer que tenha acontecido é antiprofissional, anti-ético e inaceitável. Não conseguimos confirmar, por enquanto, que a morte do bebê foi por causa da discussão. Antes de tomar qualquer medida, precisamos saber todos os detalhes do caso. Montamos um comitê de apuração que vai analisar a ocorrência mais a fundo”, explicou Ranjana Desai, o médico superintendente do hospital.

 

Deixe uma resposta