Ovários Policísticos – Posso Engravidar com Essa Síndrome?

 Síndrome dos ovários micro policísticos ou conhecido como SOMP ou mesmo ovários policísticos simplesmente:

Um mal que atinge muitas mulheres e nem sempre é detectado da forma que deveria. Muitas mulheres não sabem que há tratamento e as vezes sofrem por anos na tentativa de engravidar sem sucesso.

Na maioria das vezes os ovários policísticos impede que a mulher consiga ter as mesmas chances de engravidar como uma mulher sem o problema. Mas o que não se falam é que mulheres com ovários policísticos podem engravidar! Basta tratar! Por isso quando escutar sobre ovário policístico e gravidez não entre em pânico!

 

O que São Ovários Policísticos?

Mas o que são ovários policísticos afinal? Nada mais é do que uma alteração em todos
os hormônios que estão presentes em todos os ciclos menstruais da mulher. A progesterona, estrogênio, LH, FSH e outros.

Quem Tem Ovário Policístico Pode Engravidar?

O grande problema da SOMP é que eles podem se alterar tanto que chegam a descompensar até mesmo os hormônios que são em menor quantidade como a testosterona, por exemplo. Essas alterações são maléficas para os folículos que estão maturando para a ovulação, pois as alterações hormonais não permitem que eles fiquem no ponto ideal para sair.

Se chegam ao ponto ideal de maturação, não são liberados naturalmente formando “cicatrizes”, os famosos cistos nos ovários. Esses óvulos que não saíram se tornam cistos endurecidos e ali fica impedido de mais um óvulo sair e amadurecer para a ovulação e a mulher com policísticos poder engravidar. Mas com o tratamento adequado e acompanhamento medico, sim é possível engravidar!

Quais são os Sintomas de Ovários Policísticos?

Algumas mulheres se queixam de dores abdominais e inchaço durante o ciclo e isso é uma característica dos ovários policísticos, mas normalmente as maiores queixas de sintomas de ovários policísticos são:

Falta da menstruação – Como o ciclo possui três fases, menstruação, fase folicular e fase lútea, esse ciclo não se completa. Então a menstruação não aparece e pode ficar meses e meses sem que ela venha e a mulher pode notar que algo possa estar estranho em seu corpo.
Acnes– Os hormônios proporcionam uma oleosidade excessiva na pele e ai as acnes tendem a aparecer em grande quantidade.
Voz grossa– Como os hormônios estão todos alterados, isso inclui a testosterona que é um hormônio masculino. Esse aumento pode deixar a voz da mulher mais grave do que o normal.
Pelos em excesso e grossos– Esse é um dos sintomas de ovários policísticos que é mais frequente entre as mulheres. O buço, pernas, axilas e demais áreas onde os pelos deveriam ser finos, se tornam grossos a ponto de incomodar a mulher.

Quais Exames Detectam os Ovários Policísticos?

 

Lembrando que se você tem dois ou mais sintomas acima é ideal procurar um bom profissional para realização de exames. Mas quais são os exames que detectam os ovários policísticos? A síndrome dos ovários policísticos pode ser detectada através de exames hormonais como os exames de progesterona, estrogênio, FSH, LH e também um exame de ultrassonografia transvaginal dos ovários.

Parece ser complicado, mas na prática podemos dizer que a mulher com ovários policísticos não ovula como deveria. Por essa razão muitos médicos acabam receitando tratamentos com anticoncepcionais.

Qual o Tratamento?

Os anticoncepcionais não deixam os ovários funcionarem, eles inibem a maturação do folículo e nesse tempo os ovários descansam e as cicatrizes se curam dando a possibilidade da mulher ovular novamente e assim deixar que a mulher com ovários policísticos possa engravidar.

Há medicamentos com outras finalidades que também podem ajudar no tratamento como a Metformina, o indutor, e outros. A Metformina ou somente Glifage (nome da marca) pode ser usada, além de tratar pessoas com diabetes, ele pode auxiliar no tratamento dos ovários policísticos.

Cada caso merece uma atenção especial e o ideal é ter um aval do médico de confiança para uso dessas medicações. O uso indiscriminado de medicamentos podem levar a piora e agravar ainda mais o problema e impedir mais uma vez que a mulher com ovários policísticos possa engravidar.

 

Fonte: Trocando Fraldas

Leia Também

Parto sem medo.

Endometriose e Gravidez – Realizar o sonho de ser mãe é possível!

Bebê nasce com quase 6 quilos e vira atração em maternidade no Paraná

 

Deixe uma resposta