Veja como estes bebês estão 1 ano após terem sido separados! É ver pra crer:

Os pequenos Jadon e Anias finalmente foram para casa após uma complexa cirurgia para separá-los
Ver seu bebê de dois anos jogar uma bola pela sala e então engatinhar para pegá-la e dar muita risada quando consegue pode parecer algo normal para a maioria das mães, mas para a mamãe Nicole McDonald é a realização de um sonho.

Ocorre que Nicole é mãe dos gêmeos, Jadon e Anias, e eles nasceram unidos pelas cabeças, são gêmeos siameses. Durante um tempo, Nicole achou que seus filhos jamais poderiam ter uma vida normal. “Nós vivemos tanto tempo em um hospital, que eu comecei a achar que nossa vida seria assim para sempre”, desabafou Nicole em entrevista ao portal Today.

Porém, tudo mudou há cerca de um ano quando os gêmeos passaram por uma cirurgia inovadora no Children’s Hospital at Montefiore em Nova Iorque, Estados Unidos. A operação durou 27 horas.

A cirurgia foi um sucesso e o caso foi noticiado no mundo inteiro. Porém, após o procedimento os bebês ainda tiveram que ficar um ano internados no hospital como parte do tratamento. Agora, eles estão em casa!

A cirurgia fez com que os irmãos ficassem independentes um do outro, mas ela também significou que eles tiveram que aprender tudo novamente, como se fossem recém-nascidos.

Os bebês ainda fazem 20 horas de terapia em casa por semana. Jadon sempre foi o irmão mais forte dos dois e seu progresso tem sido bem mais rápido. Ele já balbucia, engatinha, senta e se levanta apoiando nos móveis da casa. “Ele é o bebê mais carismático que eu já conheci, está sempre sorrindo”, revelou a mamãe Nicole.

Já para o pequeno Anias, a batalha está sendo mais difícil. Ele sempre foi o mais frágil dos irmãos e tem uma função limitada no seu lado direito. Ele tem dificuldades para sustenta a cabeça e também precisa de tubos para se alimentar. “Ele tem que lutar muito mais do que o irmão, mas ele sempre faz isso com muita graça. Esses dias, mesmo sem conseguir mexer o lado direito ele se esforçou muito para conseguir pegar um brinquedo que estava do lado direito. Para mim isso é excepcional, acho que ele ainda vai se superar muito”, concluiu a mamãe Nicole.

Veja a seguir algumas fotos da evolução dos meninos:

Deixe uma resposta