Bebê Trocado na Maternidade é Destrocado 11 meses depois: Difícil e Dolorido dizem Pais.

Um casal de Alta Floresta, Afonso Souza Vieira, de 30 anos, e Erivânia da Silva Santos, de 24 anos que moram a 800 km de Cuiabá, sofreu uma viravolta quando comprovaram que o filho que tinham dedicado todo o seu amor e carinho por quase 11 meses tinha sido trocado na maternidade.

Relembre o caso aqui: 

Parece história de novela, mas é vida real! Bebês foram trocados na maternidade no Mato Grosso

Agora os bebês foram destrocados e estão com os pais biológicos, porem os pais dizem que a troca foi muito difícil.

O erro que acarretou todo esse drama aconteceu quando os bebes foram trocados de família, sendo famílias do mesmo município, em maio de 2017 no Hospital Regional de Alta Floresta.

Realizados exames de DNA comprovaram a troca de bebês, logo ouve uma audiência de conciliação, na 3ª Vara Cível do município, na qual as famílias dos meninos concordaram em desfazer a troca.

Como se deram conta do erro?
Uma das mães que suspeitou da troca, fez um exame de DNA dela e da criança da qual ela pensava ser mãe biológica, o resultado apontou que ela não era a mãe biológica. Depois disso ela foi as redes sociais com uma mensagem e logo procurou a justiça.

Difícil e dolorido’, dizem pais de bebê trocado na maternidade após ‘destroca’ em MT

As famílias moravam em bairros distintos a 9 km de distancia no mesmo município.

“Não está sendo fácil. Achei que ia superar a ausência dele. Já chorei muito e está me machucando”, disse Afonso.

Eles estão sofrendo com a troca, sentem falta do bebê que cuidaram por quase um ano. Eles contam que: “O cheiro, os traços e a presença da outra criança ainda estão na casa.

“É um amor incondicional. Foram 10 meses com a gente, chorando, beijando e cheirando ele. A ausência não está fácil. Nos apegamos muito no outro bebê. Ainda não tem amor envolvido como tinha no outro”, declarou o pai.

As famílias concordaram em tentar não manter uma convivência, para se adaptar aos ‘novos’ filhos.

“Vai ser melhor para eles se desvincularem. Amanhã eles completam 11 meses de vida”, afirmou Afonso.

Ela esta esta sofrendo muito, com a destroca é a mãe do bebê, Erivânia ainda amamentava o bebê que foi levado.

“Está sendo muito difícil, não tem um minuto que eu não choro. Parece que tiraram um pedaço de mim”

“Ele ainda mamava no peito. É muita lembrança. O bebê é bonzinho (o filho biológico), só quer ficar comigo, mas acho que sente saudade da outra mãe”.

Deixe uma resposta