‘MINHA SOGRA ENTROU DE PENETRA NA SALA DE PARTO E SEGUROU MEU BEBÊ ANTES DE MIM’

No meio da cesárea de emergência desta mãe, sua sogra decidiu entrar na sala de cirurgia e segurou o bebê antes dela.

Os laços familiares nem sempre são como se gostaria, mas quando se trata de nora e sogra, pode ser uma relação conflitante.

Essa mãe conta o que aconteceu na sala de parto quando teve seu bebê, ela teve uma atitude que desagradou a nora por ser o momento único da mãe quando termina o parto.
Veja também: “Pari dentro do carro a caminho do hospital”

Veja como foi, nora conta tudo.

Eu tive meu bebê seis semanas atrás. Foi um parto difícil que acabou tendo que ser uma cesárea de emergência. Quando estavam me levando para a sala de cirurgia, meu marido ligou para minha sogra. Ele estava nervoso e só queria ouvir algumas palavras dela para tranquiliza-lo. Minha sogra é médica e trabalha no mesmo hospital, mas não é ginecologista e seu trabalho não tem relação nenhuma com partos.
De qualquer forma, por trabalhar no hospital, ela conseguiu entrar de penetra no meio do meu parto, sem a permissão de ninguém e especialmente SEM A MINHA PERMISSÃO.

Ninguém me perguntou se tudo bem minha sogra estar lá. E para piorar, ela ainda acabou segurando meu bebê antes de mim! Eu estou tão triste e irritada com isso. Antes do parto, eu já havia dito para meu marido que nas primeiras 24 horas não iria querer receber visita nenhuma. E ai minha sogra não apenas aparece durante o parto como também segura meu bebê antes de mim!!!

Eu me lembro muito bem que as enfermeiras deixaram minha sogra entrar sem sequer me perguntarem! E meu marido sequer tentou me ajudar e dizer para a mãe dele sair, para esperar lá fora. Também estou chateada com meu marido.

Além disso, após o parto, o médico veio conversar comigo e falou diversas informações médicas muito pessoais, que eu não queria que minha sogra soubesse, e que agora ela sabe.

Já se passaram seis semanas, mas eu ainda choro e sinto muita raiva só de lembrar do que aconteceu.

Além do meu parto ter sido difícil, também tive complicações na recuperação do parto e ainda não consegui falar com meu marido sobre como me sinto. Mas eu ainda estou muito chateada e com raiva”.


Leia também:

Deixe uma resposta