Mulher grávida se joga na frente de caminhão com filho de 2 anos

Vítima de depressão, a americana Heidi McGovern se suicidou se jogando sob um caminhão, carregando nos braços o filho mais velho, que milagrosamente caiu na estrada quando o veículo atingiu a mãe. Ela deixa ainda o marido e um filho de 10 meses

Uma tragédia causou comoção no Maine, Estados Unidos, em se jogar embaixo de um caminhão com o filho de 2 anos nos braços, que sobreviveu milagrosamente. Grávida, Heidi McGovern, de 26 anos, entrou na frente de um caminhão-tanque da Irving Oil na estrada Interstate 95, no Maine, por volta das 4h30 do dia 4 de outubro. Em seu colo, estava Enoch, de 2 anos, que acabou sendo jogado de seus braços, foi levado ao hospital em estado grave, mas, segundo a família, se recupera dos ferimentos. Heidi teve morte instantanêa.

Veja também: Bebê nasce morto e mãe mostra as fotos é de “Doer o coração”

A história, que só foi revelada hoje pelo jornal Press Herald, rapidamente se espalhou. Segundo a polícia local, Heidi deixou uma carta de despedida antes do suicídio. “Ela era uma pessoa muito doce”, disse Daniel McGovern, marido de Heidi, ao site de notícias. “Com certeza, todos que a conhecem diriam a mesma coisa: que ela é a pessoa mais doce que já conheceu.”

Leia também: “Eu tive depressão pós-parto e as pessoas me diziam: ‘Larga de frescura, por que você está chorando?’ “

Segundo Daniel, o pequeno Enoch é muito parecido com a mãe; enquanto o mais novo, Ethan, de 10 meses, se assemelha mais ao pai. Para Daniel, essa semelhança entre Heidi e o primogênito a fazia temer que o menino passasse pelas mesmas dificuldades que ela, e por isso, ela o teria levado quando decidiu tirar a própria vida.

A família de Heidi acredita que ela cometeu o ato em decorrência da depressão. Ela estava grávida do terceiro filho, mas a família não revelou qual o estágio da gestação.


++ Mais matérias:

 

Deixe uma resposta