Primeiro bebê com anticorpos contra covid-19 nasce nos EUA

Uma mulher na Flórida deu à luz nos Estados Unidos ao primeiro bebê conhecido por ter nascido já com os anticorpos contra a covid-19.

A afirmação foi feita por dois pediatras que registraram o achado em um artigo científico, que ainda não foi revisado por pares. Os anticorpos foram encontrados no cordão umbilical.

De acordo com os médicos Paul Gilber e Chad Rudnick, a mãe é uma trabalhadora da linha frente de combate à covid-19 e recebeu uma primeira dose da vacina da Moderna em janeiro. A criança, uma menina descrita como saudável, nasceu 3 semanas depois.

Os médicos apontam que a vacinação maternal de doenças como a gripe ou difteria são bem estudadas e garantem segurança e eficácia em proteger os recém-nascidos pela passagem de anticorpos via placenta.

“Proteção similar a recém-nascidos seria esperada após a vacinação maternal contra o SARS-CoV-2. Há uma urgente e significante necessidade de pesquisas sobre segurança e eficácia da vacinação contra a covid-19 durante a gravidez”, disseram os médicos, que pediram que outros pesquisadores façam estudos semelhantes, com registros de proteção via gravidez e amamentação.

Os autores não sabem qual o grau de proteção e nem a quantidade de anticorpos que um bebê precisa para sustentar imunidade contra a covid-19, porém.

Um estudo publicado na terça-feira, 16, em Israel, realizado com mulheres que tomaram a vacina da Pfizer/BioNTech apontou a presença de anticorpos via placenta.

Deixe uma resposta